Redes Sociais:

EMPRAD

Encontro dos Programas de Pós-Graduação Profissionais em Administração

Gestão de Pessoas nas Organizações

Coordenadora

Profa. Dra. Ana Cristina Limongi
Lattes

FEA-USP

Temas

Recrutamento, Seleção e Soft Skills

Líder

Prof. Dr. Rogério Tadeu da Silva
Lattes

Este tema inclui estudos teóricos, empíricos, metodologias, práticas, experiências e pesquisas aplicadas que estejam relacionados ao recrutamento, à seleção e às Soft Skills. Apresentação de soluções ou inovações em processos de recrutamento ou de processos seletivos, destacadamente aquelas alinhadas com os desafios do Século XXI na captação de talentos para as organizações ou para novos empreendimentos, como uso de redes sociais, contratação de trabalhadores remotos residentes em locais geográficos diversos, entre outras. Este tema compreende também reflexões ou ações relacionadas às competências de comunicação, adaptabilidade, resiliência, cooperação, criatividade, proatividade, empatia, ética, entre outras soft skills nas experiências de administração e de empreendedorismo, apresentando a relevância destas competências na captação de talentos, nas relações de trabalho e nos processos organizacionais. Também pertence ao tema assuntos decorrentes e relacionados, como estratégias de retenção de talentos, de reconhecimento, de recompensa, de desenvolvimento e de gestão da carreira.

Stress e Qualidade de Vida no Trabalho

Líder

Profa. Dra. Izabela Taveira
Lattes

Este tema tem como objetivo abranger estudos teóricos, empíricos, metodologias, práticas e pesquisas que gerem discussões em torno da temática, saúde, segurança e qualidade de vida dentro e fora do trabalho, principalmente mediante as novas modalidades de organização do trabalho gerados pela pandemia da Covid-19 como o Homeoffice. O foco está na reflexão de abordagens tradicionais e contemporâneas relacionadas a busca pelo equilíbrio entre tempo livre, ócio, vida e trabalho. Compreende também reflexões críticas sobre o impacto da indústria 4.0 nas relações de trabalho. Incluindo o surgimento do empreendedorismo precário relacionado às práticas de contratos intermitentes, trabalho nas plataformas digitais e seu impacto na saúde e qualidade de vida dos empreendedores. Também envolve análises sobre a nova economia do bem comum e sua relação com as novas formas de organizar o trabalho de modo a torná-lo decente, e sustentável (ODS) conforme propõe a Organização Internacional do Trabalho e a agenda de objetivos de desenvolvimento sustentável da ONU (Agenda 2030). Da mesma forma incluem-se assuntos relacionados as diferentes formas de violência no trabalho, a saber:  Assédio Sexual e Moral, Discriminação Racial, Agressão verbal, entre outros. Como também a Sobrecarga do Trabalho e suas consequências como Stress, Burnout, Insônia, Câncer, Depressão, Ansiedade entre outras patologias da modernidade.

Liderança, Lideres e Times

Líder

Profa. Dra. Izabela Taveira
Lattes

Este tema tem como objetivo abarcar abordagens em lideranças e gestão de equipes e os novos desafios na gestão de pessoas na contemporaneidade, frente a indústria 4.0 e as novas modalidades de organização do trabalho gerados pela pandemia da Covid-19 como o Homeoffice. Estudos teóricos, empíricos, metodologias, práticas e pesquisas no contexto brasileiro que reflitam criticamente as diferentes abordagens em liderança, aspectos éticos na liderança, liderança e indústria 4.0, comprometimento da equipe frente contextos turbulento, motivação de pessoas e desenvolvimento de equipes focadas no desejo por riscos, gestão da impermanência/mudanças, liderança e sustentabilidade frente a nova economia do bem comum, o desejo de autonomia e independência dos empreendedores e os seus desafios na conscientização das equipes de trabalho sobre interdependência, desenvolvimento de liderança, liderança e confiança, liderança e flexibilidade no trabalho, liderança  e aprendizagem organizacional participativa e colaborativa, os desafios no gerenciamento de equipes virtuais e presenciais, inovações na gestão estruturas organizacionais  em rede/virtuais, competências em liderança, competências na gestão de equipes, inovações em Gestão de Pessoas, Subjetividade e Objetividade na Gestão de Pessoas, Gestão por Competências, Gestão do Conhecimento, Gestão do Capital Intelectual , Gestão da diversidade e People Analytics.

Diversidade e Inclusão Social

Líder

Prof. Dr. Elton Parente
Lattes

As políticas e práticas de Gestão de Pessoas sobre diversidade e inclusão possuem potencial para tornar o ambiente de trabalho cooperativo, estimulante e acolhedor, refletindo na motivação e engajamento, fazendo com que a equipe possa alcançar resultados mais positivos.
Assim, esta área do EMPRAD visa debater e divulgar a produção técnica sobre estudos da diversidade e inclusão social, sobretudo, os avanços aplicados na gestão contemporânea, seja na forma de estudos teórico-empíricos, bem como de relatos técnicos.
É importante que os relatos explicitem abordagens sobre administração das relações de trabalho, as práticas de emprego e a composição interna da força de trabalho a fim de atrair e reter os melhores talentos dentre os chamados grupos de minoria, e o fomento da diversidade como vantagem competitiva.

Inovação e Cooperação em Gestão de Pessoas

Líder

Prof. Dr. Elton Parente
Lattes

A inovação vai além do desenvolvimento, na gestão inovar é o conceito que o mercado sempre vê como o essencial diferencial para a sobrevivência de uma empresa. Entendida como forma de agregar valor, é inerente que são as pessoas que produzem mudanças, inovam e antecipam o futuro. A cooperação entre as pessoas e as organizações multiplica a capacidade de produzir soluções e gerar novas competências. Assim, gera fontes duradouras para o desenvolvimento das pessoas, organizações e da própria sociedade.

Novas Fronteiras em Gestão de Pessoas

Líder

Prof. Dr. Rogerio Tadeu da Silva
Lattes

Este tema inclui estudos teóricos, empíricos, metodologias, práticas, experiências e pesquisas aplicadas relacionadas às tendências futuras ou às novas demandas em Gestão de Pessoas, considerando a realidade cada vez mais digital, volátil, incerta, complexa, ambígua, frágil, incompreensível e intrincada. Apresentação de reflexões, ações ou soluções resultantes do processo dialético entre o conhecido e o inovador, entre o tradicional e o futurista, entre o padrão e o disruptivo nos processos de Gestão de Pessoas das organizações, dos novos empreendimentos e das novas formas de trabalhar e produzir do Século XXI.